10 setembro 2008

Entrevista com Marta Pires

Marta Pires,

Pratica Agility à 7 anos, desde os 11 anos de idade que anda a passear classe nos campos de Agility

Os seus cães são :
- Billy Jr , um Border Collie com 7 anos , no Grau 3
- Zé , um Border Collie com 3 anos, no Grau 1
- Lá , uma Border Collie com 1 ano, ainda não compete
- Packo, um Schipperke com 1 ano, não faz agility

Just Agility - Este foi um ano em grande para a dupla Marta Pires / Billy Jr, depois de em 2007 teres sido campeã Paulista, em 2008 o 3º no Ranking Brasileiro, 4º no Unificado e a garantia da presença no Mundial da Finlândia 2008. Depois do stress das provas finais, como te sentes com este grande ano Agiliteiro ?

Marta Pires - Acho que não tive muito tempo para pensar em todos os resultados.. até porque o novo ano já começou em agosto com a copa CBA.

Mas parando para pensar.. uau quem diria não é mesmo! Posso dizer que esses resultados para mim representam um alivio. Finalmente pude mostrar que SIM eu consigo me classificar para o mundial ( no mundial da Suíça eu substitui o campeão da copa CBA que desistiu da vaga) e "calar" muitas bocas que diziam que nós nunca iríamos para o mundial .

Fora isso o meu orgulho e amor pelo Billy não tem explicação e crescem a cada dia não pelo agility mas pelo amigo e companheiro que ele tem sido ao longo destes 7 anos e por sermos uma boa dupla juntos.


Just Agility - A presença num Mundial é um sonho para qualquer Agiliteiro, depois do 1º Mundial na Suiça 2006 agora a presença no Finlândia 2008, a 2 semanas do Mundial, é um sonho concretizado ou esperas ir mais longe na tua carreira Agiliteira ?


Marta Pires - Lógico que sempre queremos mais e mais.
No mundial da Suíça eu entrei muito nervosa e com medo das criticas se fosse eliminada. Este ano é diferente, eu lutei para estar lá, não preciso provar mais nada a ninguém e a única pressão é a que eu faço a mim mesma.
Então eu vou dar tudo de mim e tentar tirar o máximo do Billy e com isso ter um melhor resultado do que na Suíça.

Para o futuro espero ter outros títulos com outros cães, mas se acabasse aqui a carreira agiliteira eu já estaria muito feliz.


Just Agility - Começaste a fazer Agility aos 11 anos, alguma vez tinhas pensado que ias estar presente num Mundial, entre os melhores do Mundo ?

Marta Pires - Eu sempre tive o sonho de participar num mundial, na verdade quem não tem ?
Só que quando se tem 11 anos tudo é diferente.Não pensamos nas "barreiras" que temos que enfrentar até chegar lá.

Quando participei do mundial da Suíça em 2006 tinha 16 anos e achava que as coisas caiam do céu, tanto que eram raras as vezes que eu treinava e tinha virado rotina ir para as provas sem treinar, apenas testando a sorte!

Este ano acho que amadureci o meu pensamento em relação ao agility, passei a treinar mais e a me dedicar. No final deu certo, e esta classificação foi a melhor coisa que me aconteceu nestes 7 anos de agility porque para irmos pro mundial tínhamos que ficar entre os 4 primeiros do ranking( coisa que muitos diziam que eu não seria capaz) enfrentando todas as pressões.


Just Agility - Em Portugal, existem muitos poucos jovens a fazer Agility, qual a melhor forma de incentivar um jovem de 13 anos a fazer Agility ?

Marta Pires - Tanto em Portugal ou em qualquer parte do mundo a melhor forma de incentivar um jovem seria não o colocar em competição(isto eu digo em termos de ganhar as provas, concorrer contra as outras pessoas) e sim apenas em provas onde o objetivo é entrar com o cão e mais nada. Jovem é jovem, gosta de ter o tempo pros amigos, ir no cinema, praia etc..

A partir do momento que ele se dá conta que tem que deixar tudo isso para passar os finais de semana a competir ele desiste do agility.Até porque competição não é uma coisa saudável e dependendo da pessoa muitas vezes a saúde do cão fica em ultimo lugar.

Então tem que se apresentar o agility a eles apenas como uma coisa a ser feita com o cão dele e deixar as coisas caminharem naturalmente, no tempo certo ele entrara para a competição por vontade própria.


Just Agility - À 4 anos fora de Portugal, para quando a Marta Pires vai competir em terras portuguesas ?

Marta Pires - Não sabemos o dia de amanha não é mesmo.. Quando eu vi o Billy pela primeira vez nunca imaginei em competir em terras Brasileiras! E já estou aqui há 4 anos.

Tenho um grande desejo de competir em terras portuguesas mas isso só o destino vai dizer, enquanto isso não me acontece resta só torcer pelos tugas =)



Just Agility - Daquilo que vês, achas que o Agility em Portugal tem futuro e que pode vir a estar no Top Mundial ?

Marta Pires - Para mim estar no Top Mundial não significa ganhar o Mundial. Mundial é um final de semana e como isso pode eleger o melhor do mundo??

Top Mundial para mim significa ter bons resultados ao longo da sua carreira, treinar diferentes coisas e ter a humildade de procurar novos métodos com outras pessoas, correr atrás de informações novas e testar nos seus cães.

Isso eu já acho que Portugal tem, apesar de serem poucos os que fazem e pensam dessa maneira. ( somos poucos mas somos bons ahahaha) Resta esses poucos plantarem essa semente no agility e tenho certeza que os frutos viram muito brevemente.

Just Agility - Uma palavra para os grandes amigos que tens em Portugal.

Marta Pires - Muito obrigada pelo apoio que me deram ao longo destes 4 anos, por nunca terem esquecido de mim e pelos bons reencontros ( como por exemplo no Mundial da Espanha e da Suíça). É difícil escrever sobre isto, ainda mais quando se chega num ponto e ve quem realmente esteve do nosso lado sempre.. isso aumenta mais e mais a saudade, mas como diz minha Avó, o que importa e o que me deixa feliz é saber que todos estão bem e felizes, a saudade a gente aguenta ;) ( É mais fácil escrever do que fazer..)

Obrigada ao Luis Narciso que quando veio aqui ao Brasil ficava ate ás 2 da manha a conversar, me deu muitos bons conselhos e me fez chorar muito quando disse que sentia muito orgulho de mim.. Para uma pessoa que esta tão longe, ouvir isto é tao importante quanto ganhar um mundial ou outra competição.

Obrigada também ao João Sá que após ver um treino do Billy aqui em minha casa ( na viagem dele ao Brasil) disse que se eu não fosse pelo Brasil tinha lugar na seleção portuguesa para o mundial, sei que seria impossível e injusto, mas me fez sentir apoiada e com mais vontade de conquistar esta vaga.

Hugo uma especial palavra pra ti:

Obrigada pelos emails, comentários e posts de apoio, não sabes o quanto isso me deixa feliz ainda mais vindo de alguém da minha terra, tem um gosto especial;)

Muito obrigado pela entrevista e muito boa sorte para o Mundial na Finlândia 08

Brigada Hugoo!!


Obrigado Marta pela entrevista ... e ficamos a espera de te ver um dia a competir em terras lusitanas.
Hugo
Just Agility

1 Comentário:

2pac disse...

Boa Sorte!!

Enviar um comentário

Deixa aqui o teu comentário
Não o faças como anónimo
Obrigado

  ©Template Blogger Elegance by Dicas Blogger.

TOPO