27 abril 2009

Ser Agiliteiro é ser diferente .... TODOS temos responsabilidade

Ser Agiliteiro é ser diferente, é ter uma postura diferente perante os nossos cães que tanto amamos, uma pessoa só pode ser uma grande dupla Agiliteira quando o dono e o cão mostrarem uma cumplicidade tremenda, serem um só.

É da responsabilidade de TODOS, porque TODOS sofremos as consequências, informar sobre o que é o Agility, como é o Agility , porque fazer Agility e especialmente como se comporta um Agiliteiro.

Quando me iniciei no Agility, tive numa prova uma postura menos correcta para com um participante ..... fui chamado a atenção, aprendi e compreendi o que é ser Agiliteiro.

Na prova de Vila Nova da Barquinha, um “jovem” agiliteiro foi chamado atenção sobre o seu comportamento perante o seu cão, não me resta outra alternativa senão informar o que vi com intuito das pessoas compreenderem o que é ser Agiliteiro.

Imaginem este cenário que se passou junto ao recinto da prova
Um cão solto, um dono atrás dele, chama chama chama e o cão não responde a chamada, por fim o cão vem ter com o dono e deita-se junto dele.
O cão finalmente obedece e o dono torce a pele junto ao garrote do cão fazendo o cão ganir.

No momento em que se ouviu o cão ganir, varias pessoas ( eu inclusive ) dissemos ao dono do cão para parar com isso, e foi alertado que este tipo de comportamento era errado e que podia mesmo originar expulsão das provas do CPC.

Relembro o que diz a alínea f) do Artigo 5º do Regulamento Disciplinar do Clube Português de Canicultura

Infracções disciplinares
Constituem infracção disciplinar designadamente, as seguintes naturezas de condutas, tipificadas por ordem crescente de gravidade:
f) Atentado, por acção ou omissão, à integridade física de exemplares caninos próprios ou de terceiro


O que esta errado neste cenário?
- Se o cão não tem obediência para andar solto e responder a uma chamada, porque razão andava solto num ambiente com imensos cães e alguns mesmo com o cio?
- Quando o cão finalmente obedece a chamada o dono castiga ?? que tipo de comportamento é este ??

“ Na minha casa ninguém manda “, este podia ser um provérbio adequado, mas o recinto de Agility e tudo o que se passa a volta do recinto é de todos os que amam esta modalidade e diz respeito a todos.

Que exemplo foi dado as pessoas que adoram os cães que tem em casa e que ao ver a prova ficaram com intenção de praticar Agility ? Que se o cão não obedece castigamos o cão ??

Se este assunto não diz respeito a TODOS ..... afinal o que diz.

Tudo o que passou durante a entrega dos prémios, não merece qualquer comentário ... pois considero que ninguém merecia aquele “festival”, principalmente os Clubes organizadores.

Espero sinceramente que este texto sirva para explicar o que aconteceu, e que sirva para TODOS pensarem um pouco, porque no final todos queremos o mesmo, um Agility Português melhor.


Hugo




O que diz a LEI


PROTECÇÃO AOS ANIMAIS
Lei n.º 92/95
de 12 de Setembro
Lei n.º 92/95 de 12 de Setembro

A Assembleia da República decreta, nos termos dos artigos 164.º, alínea d), e 169.º, n.º 3, da Constituição, o seguinte:
CAPÍTULO I


Princípios gerais
Artigo 1.º
Medidas gerais de protecção
1 - São proibidas todas as violências injustificadas contra animais, considerando-se como tais os actos consistentes, sem necessidade, se infligir a morte, o sofrimento cruel e prolongado ou graves lesões a um animal.
2 - Os animais doentes, feridos ou em perigo devem, na medida do possível, ser socorridos.
3 - São também proibidos os actos consistentes em:
a) Exigir a um animal, em casos que não sejam de emergência, esforços ou actuações que, em virtude da sua condição, ele seja obviamente incapaz de realizar ou que estejam obviamente para além das suas possibilidades;
b) ...

9 Comentários:

Claudia Estanislau disse...

não si o que se passou, mas é um bom post este Hugo

Anónimo disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blogue.
Just Agility disse...

Não são permitidos comentários anónimos.

Ana Costa disse...

Em primeiro lugar o jovem agiliteiro não foi chamado à atenção, como seria de esperar dos bem intencionados agiliteiros mais velhos, mas sim ameaçado de dedo em riste. Será que os senhores agiliteiros aprenderam muito bem a tratar dos seus cães, mas não aprenderam a respeitar o seu próximo e principalmente a ajudar os mais novos com o seu bom exemplo. Pois é, já me esquecia isto vem de "berço", não se aprende nos treinos de agility. Finalmente espero não voltar a presenciar cenas hipócritas e cobardes como vi no passado dia 26 de Abril em V.N. da Barquinha e fica-me o consolo que os nossos cães são muito mais puros e amigos do que os donos.

Just Agility disse...

Ola Ana Costa,

tem toda a razão quando diz que os nossos cães são muito mais puros e amigos do que os donos.
Estes não conseguem disfarçar o que sentem e tudo o que fazem é o reflexo de comportamentos anteriores.

Obrigado pela visita e pelo comentário

Ana Costa disse...

Principalmente os nossos cães não estão em disputa por um titulo ou para serem conhecidos e venerados, mas sim para brincarem e divertirem-se. È com esse intuito que os jovens agiliteiros se iniciam nestas provas, mas com o decorrer do tempo e com vários comentários de que são alvo, como por exemplo "que não têm mão nos seus cães", quando sabem que lhes dão todo o amor e carinho, não em frente ao público para parecer bem, mas sim no recato das suas casas, por vezes são influenciados a ter certas reações, que não sendo as melhores, também não são com o sentido que os outros julgam. Gostaria que todos fizessem um exame à sua consciência de forma a perceber se estão assim tão impunes a estas atitudes.

Just Agility disse...

Julgo que ninguém esta impune a nada, todas as pessoas cometem erros.
Eu já cometi muitos e continuo a cometer todos os dias.

E se calhar muitas pessoas estão o cometer o erro de interpretar o texto que escrevi de uma forma errada.

Lamento que assim seja, se interpretarem o texto de forma responsável, com o intuito de melhorar as coisas ....seria o melhor caminho.
Mas pelos vistos estão a interpretar como um ataque pessoal ..lamento imenso que assim seja.

Hipocrisia e cobardia não fazem parte do meu dicionário, escrevo o que penso e como vejo as coisas, se estão erradas ou certas, é sempre um problema meu que tenho que aceitar.
Não fujo as consequências e não tenho problemas com ninguém.

O exemplo claro de como eu sou ....está neste blog, que partilho com todos aqueles que escolheram o Agility como o seu desporto favorito.

O problema é que quando digo que algo está errado ... as pessoas não gostam !!!! mas quando digo que foi excelente .... ninguém diz nada !!!

Volto a dizer, escrevi o vi e como eu interpretei o que aconteceu.

Ana Costa disse...

Acho que existe aqui um mal entendido, os meus comentários não foram direccionados ao seu blog, sobre o qual teço os meus rasgados elogios e louvo o seu empenho na divulgação da modalidade.
Tudo aquilo que escrevi referia-se somente aos factos passados no dia da prova e que foram comentados no seu blog sem a isenção que se pretende.
Reportando-me ao que foi escrito e respondendo à sua pergunta, o cão estava solto porque o jovem agiliteiro pretendia aproveitar o jumping, como é habitual, para treino do seu cão.
Quanto ao aviso dado ao dono do cão, nem todos os comentários foram maliosos, houve aqueles que concerteza teriam a intenção de ajudar, mas outros houve que foram com a intenção de ameaçar, e digo isto com conhecimento de causa, por estar perto e presenciar toda a situação.

E já agora também tenho uma pergunta, como é habitual ver no seu blog as classificações finais de todas as categorias, será que por lapso se esqueceu de mencionar a classificação do STR grau I ou este acto foi intencional?

Just Agility disse...

Eu percebi porque razão o cão estava solto. É uma situação normal os donos aproveitarem os obstáculos para se treinarem.

Penso que já disse tudo o que pensava sobre este assunto, agora vai caber a cada um interpretar como quiser.

Quanto a classificação não foi intencional nem por lapso.
Não que tenha de dar qualquer justificação, mas aqui esta.
Eu normalmente tiro foto das classificações, e desta vez não tirei porque não era eu que estava com a maquina e simplesmente não me lembrei.
Porem tinha fotos dos podios, mas não tinha a certeza dos nomes todos
Como não tinha a certeza não coloquei.

Se formos por essa ordem de ideias, qualquer dia estão a perguntar porque razão eu tiro fotos ou faço filmes de uns e não de outros ??
Será que faço por lapso ou faço intencionalmente ??

Posso relembrar que sou participante, e que passo parte do meu tempo em provas a tirar fotos e fazer filmes dos outros participantes, o que já me prejudicou muitas vezes.
Faço porque gosto e não por obrigação.

Não tenho nem nunca terei obrigação de colocar seja o que for no meu blog.

Enviar um comentário

Deixa aqui o teu comentário
Não o faças como anónimo
Obrigado

  ©Template Blogger Elegance by Dicas Blogger.

TOPO