14 fevereiro 2008

Errar é Humano ou Errar é Canídeo

O Just Agility fez uma pergunta a 3 pessoas do circuito Agiliteiro Nacional: Luís Narciso, João Sá e Filipe Vilhena

Quando erramos numa pista de Agility ... de quem é a culpa?



LUIS NARCISO da Future Dogs Team Agility
A resposta não pode ser directa porque existem muitos tipos de erros e, os erros têm causas! De quem é a culpa ??? Bom, penso que é sempre do dono porque mesmo quando é o cão que erra, na base está sempre um mau condicionamento a uma determinada situação.
Causas de erros:
- deficiência qualitativa de treino (métodos errados)
- deficiência quantitativa de treino (pouco treino)
- estado físico e anímico do condutor
- condição física do cão (cadelas em cio!)

Tipos de erros:
contactos – erro do condutor porque não condicionou o cão a faze-los bem e depressa recusas - problemas com o condutor (indicações gestuais, corporais ou verbais deficientes), falta de treino específico para determinado obstáculo, problemas com a pista (luminosidade, tipo de obstáculos, piso).
faltas – varas (falta de treino, falta de condição física do cão, problemas com a pista, quer piso, quer obstáculos) slalom (falta de treino específico) ....

Não me querendo alongar penso que a grande maioria da culpa (com a excepção de alguma casualidade) é do condutor.

Abração

Luis Narciso


JOÃO SÁ da Cãogurus Team Agility
Para mim a culpa e na maioria dos casos do condutor, mas é preciso analisar o seguinte:
- A experiência do condutor, atitude e nervosismo em prova.
- O nível de obediência que o cão tem.
- A sua idade (cães jovens ainda não tem todos os exercícios consolidados)
- Os métodos de treino que utilizamos.

Todos estes factores podem ter influência nos erros que cometemos, chamo também a atenção que muitos dos erros que acontecem nas provas são resultado de treinos deficientes, sem acompanhamento e falta de uma análise cuidada do que se faz nesse período.

João Sá



FILIPE VILHENA da Caniclube Team Agility
Penso que cada caso é um caso e por vezes temos situações em que a culpa é nitidamente do condutor por erro de condução mas também temos situações em que o nosso cão naquele dia não acerta determinado exercício, por muitas vezes que o faça e no dia seguinte nas mesma condições faz o exercício sem qualquer tipo de dificuldade. Penso que isto já aconteceu a todos nós !!! Os cães, como nós também tem bloqueios…
Depois temos aquele tipo de falhas do cão típicas de falta de treino que tem como consequência diminuição do condicionamento físico e técnico. Mas aí de quem é a culpa ?? Do condutor obviamente, pois deveria treinas mais…!!!!!
No fundo 90% das falhas do condutor e cão são devidas a falta de treino da dupla e os outros 10% são os bloqueios de condutor e cão!!! O melhor remédio é mesmo treinar muito e bem:
“sangue, suor e lágrimas…”

Um Abraço a todos,
Filipe Vilhena

Parece que errar é mesmo Humano.
Mais de 90% dos erros em pista são devido a erro humano.
O Agility é composto por 3 pontos essenciais: o condutor, o cão e os obstáculos.

O condutor tem que ter a noção exacta onde se situa o cão e os obstáculos, e é nesta exactidão que ocorrem muitos erros numa prova de Agility.
- Comandos dados no tempo errado ou na altura em que o cão esta a fazer o obstáculo
- Comandos dados quando o cão esta de frente para o obstáculo errado
- Mudanças de direcção no momento errado

Para se ter a noção do tempo correcto de dar uma ordem, tem que se conhecer o cão em pista, o que implica muitas horas de treino, muitas provas e alguma experiência como condutor.

Segundo Bud Houston (referenciado num artigo, no site http://www.agilitynet.com/ ), conhecer o cão implica conhecer as Leis dos Cães em Movimento
- O cão vira quando o condutor vira
- O cão tem tendência a correr num caminho paralelo ao caminho do condutor
- O cão aumenta velocidade consoante a velocidade do condutor
- O cão recebe a indicações de direcção através dos movimentos corporais ( ombros, ancas, joelhos ) do condutor
- O cão que está a frente do condutor tem tendência a virar-se para a posição do condutor
Perceber os tempos do cão, perceber as trajectórias do cão é essencial para se ser um bom Agiliteiro.


Just Agility, agradece ao Luís, João e Filipe a participação neste post.

(Nota : As fotos inseridas neste post serviram unicamente como exemplos de erros numa prova de Agility)

4 Comentários:

Sérgio Sousa disse...

É favor de retirar a fotografia do meu cão. Obrigado

Hugo disse...

Olá Sérgio,
vou tirar a foto do Ben, apesar de não perceber porque . é uma simples foto como muitas outras que já tirei e sempre as disponibilizei.
Eu tentei achar fotos do meu cão a fazer faltas mas não tenho, porque se torna um pouco difícil tirar fotos e fazer provas !!

Se o João Sá e o João Ferreira também quiserem que tire as fotos , basta pedirem

Anónimo disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blogue.
Just Agility disse...

Não são permitidos comentários anonimos.

Enviar um comentário

Deixa aqui o teu comentário
Não o faças como anónimo
Obrigado

  ©Template Blogger Elegance by Dicas Blogger.

TOPO